A resposta do professor

Arilson Costa, técnico do Operário, procurou o blogueiro aqui depois de ler a postagem anterior, na qual faço minha análise da eliminação do Galo na Copa do Brasil.

Não estava feliz, afinal, disse que ele foi um tanto inocente. Mas não foi desrespeitoso ou grosseiro. Apenas pontuou algumas coisas.

Disse que o time não foi a campo com o mesmo comportamento adotado nos jogos do Campeonato Estadual, ainda que os titulares escolhidos tenham sido os mesmos que vêm jogando o Sul-mato-grossense.

Arilson falou que queria surpreender o Botafogo-PB ao utilizar marcação alta, com o atacante Thiago Miracema fazendo pressão na saída de bola. Segundo ele, o Belo não esperava essa atitude e não havia enfrentado equipes que jogam assim pelo Campeonato Paraibano.

Miracema foi expulso e seu plano foi pro saco.

O professor disse ainda que seu time no segundo tempo, com a entrada de Emerson Santos na vaga de Jean Carlo, defendeu melhor que no primeiro.

Alegou que a opção por Pedro Hulk no lugar de Gerson foi tomada não por desespero, mas porque o lateral-esquerdo precisava ser poupado, pois já tinha sido escalado contrariando recomendação médica.

Hulk, aliás, nutre esperanças no treinador. Arilson Costa acredita que ele pode resolver uma partida com sua força física e chute potente.

Questionado sobre a opção por Eduardo Arroz como primeiro volante, o comandante justificou que ele é titular e vinha jogando o Estadual.

Sobre o centroavante Jones, o professor do Operário garante que ele está machucado e não será sequer relacionado para o duelo com o Novo, neste domingo (17). Duas contraturas musculares.

Arilson disse que Jones só foi para o banco contra o Belo para o caso de o momento do jogo pedir alguém com suas características, mas que entraria no sacrifício.

O técnico reiterou que estudou bastante o Botafogo-PB.

Da minha parte, lamentei não ter tido a oportunidade de questioná-lo sobre o que vi da partida. Estava nas cabines de imprensa, por determinação dos responsáveis pela organização da peleja.

Agradeci pela ligação e nos despedimos. Pouco depois, Arilson viu minha foto no avatar do WhatsApp e me reconheceu dos dias de jogos ou treinos. Tirou sarro e foi gentil novamente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s