Palpites de quinta para as quartas

Sete x Águia

Crédito: Renato Giansante/Divulgação/Sete de Setembro

Ah, o mata-mata! Depois de 60 partidas pela fase de grupos do Campeonato Sul-mato-grossense, é chegada a reta final. Hora do filho chorar e a mãe não ver.

Donos das melhores campanhas da primeira perna do torneio, Comercial, Operário, Costa Rica e Sete Setembro podem até empatar os confrontos de ida e volta pelas quartas de final que se classificam às semifinais. Por outro lado, Águia Negra, Ivinhema, Corumbaense e Serc precisam vencer.

Mesmo certo de que pode quebrar a cara, o Retranca se arriscou e vai palpitar sobre os resultados dos duelos. Primeiro, vão os pitacos dos jogos de ida.

Serc x Sete de Setembro
Quarta-feira (6), 15h, em Chapadão do Sul
Análise: A Serc não perde a três jogos e vem de vitória sobre o Operário, fora de casa – resultado que garantiu o time de Chapadão nas quartas de final. Na contramão, tem a segunda pior defesa do Estadual, com 16 gols sofridos, à frente apenas do Aquidauanense, pior time da competição e rebaixado sem vencer nenhum confronto. Por outro lado, o Sete perdeu seus dois últimos compromissos, com direito a goleada contra o Ivinhema (5 a 1). Em um grupo equilibrado, porém, foi o que mais venceu – cinco vezes.
Palpite de quinta: Serc 1 x 2 Sete de Setembro
Quem pode desequilibrar: Guilherme, do Sete, artilheiro do campeonato com sete gols.

Costa Rica x Corumbaense
Quarta-feira (6), 20h45, em Costa Rica
Análise: O Costa Rica se mostrou um dos times mais irregulares do Estadual, alternando vitórias e derrotas, com boas e más apresentações. Da quinta a décima rodada da primeira fase, a equipe desenhou uma serra no gráfico de desempenho: triunfo seguido de revés, que era seguido de triunfo, que era seguido de revés, e por aí foi. O Corumbaense, que também mostrou certa instabilidade no começo do campeonato, se acertou e venceu três dos últimos quatro compromissos. O clube ainda tem a segunda melhor defesa do campeonato, com sete tentos contra.
Palpite de quinta: Costa Rica 1 x 1 Corumbaense
Quem pode desequilibrar: Kéverson, do Corumbaense, que já soma cinco gols no Estadual.

Águia Negra x Comercial
Sábado (9), 19h30, em Rio Brilhante
Análise: O Águia foi mais um que se classificou às quartas somente na última rodada do Estadual, batendo o já rebaixado Aquidauanense. O clube de Rio Brilhante venceu o mesmo tanto que perdeu (quatro vezes) e tem mais gols contra do que pró. Em casa, tem duas vitórias, dois empates e um revés. Já o Comercial chega a segunda fase com a melhor campanha do torneio, além da defesa menos vazada – seis gols sofridos. Nos últimos cinco duelos, foram quatro vitórias e um empate, no clássico com o Operário.
Palpite de quinta: Águia Negra 0 x 1 Comercial
Quem pode desequilibrar: Uelisson Santana, do Comercial, com boas atuações na armação.

Ivinhema x Operário
Domingo (10), 15h, em Ivinhema
Análise: Único invicto da primeira fase, o Ivinhema é aquele time cascudo, que não entrega fácil os pontos. Tem três vitórias (todas jogando em casa) e sete empates no campeonato, além de um ataque potente, que marcou 15 gols em dez jogos e só não é melhor que o Costa Rica (16 gols). Já o Operário teve sua invencibilidade quebrada na rodada final da primeira fase, quando caiu diante da Serc. Depois de começar bem o Estadual, o time de Campo Grande já amarga três jogos sem saber o que é vitória, contando com o empate diante do Misto – pela sexta rodada, interrompido por falta de luz e continuado entre a oitava e a nona jornada do torneio.
Palpite de quinta: Ivinhema 1 x 0 Operário
Quem pode desequilibrar: Agnaldo, do Ivinhema, ex-Operário. A Lei do Ex não costuma falhar.