Comercial afugenta o Urso do Morenão antes do clássico; veja a classificação

O gol de Renato Maceió aos 25 minutos do segundo tempo, aproveitando a bela enfiada de Danilo, sacramentou a retomada do Comercial ao caminho das vitórias.

Depois de duas rodadas sem triunfos, o Colorado bateu o Urso, de Mundo Novo, por 1 a 0, na noite desta quarta-feira (30), no Morenão, pela quarta rodada do Campeonato Estadual.

dsc_1609

Lance de Comercial e Urso, no Morenão (Foto: retranca.blog)

A peleja foi acompanhada por 218 torcedores (129 pagantes e 89 não pagantes), para uma renda de R$ 1.640,00.

Como o placar e o tempo do gol já adiantam, a partida não foi fácil para os comandados do técnico Mário Tilico.

O Colorado fez um primeiro tempo ruim. Não pressionou no início como deveria, já que vinha de dois resultados indesejados e estava em casa. Deu a bola para o Urso, que errou muitos passes e irritou o técnico Pedro Caçapa. O treinador falou sobre “excesso de confiança” aos seus atletas, já no vestiário.

Na volta para a segunda etapa, Tilico sacou o camisa nove Lucas Dronov e apostou em Ryan, que jogou na armação. A troca provocou maior movimentação dos atacantes Renato Maceió e França, que se revezavam no papel de se enfiar nas costas da zaga do Urso. O gol saiu em uma dessas jogadas.

Outra mudança proposta por Tilico foi recuar o volante Fernando Prado para a zaga, adiantando o improvisado Erthal para o meio-campo, sua posição de origem. A transição defesa-ataque funcionou melhor.

Autor do gol, Maceió relevou a turbulência nos bastidores e o desligamento do meia Paulo Roberto, que brigou com o zagueiro André Bahia no intervalo da derrota para o Aquidauanense.

“O grupo ficou mais forte e a gente vai mais confiante ainda para cima dos caras”, disse.

Os “caras” a quem Renato Maceió se refere são os jogadores do Operário, próximo adversário do Comercial. O clássico será no domingo (3), no Morenão, às 16h.

Com a vitória sobre o clube de Mundo Novo, o Colorado vai a terceira posição na tabela, com 7 pontos em quatro jogos.

O Urso, time que mais viaja nesse campeonato, é o sexto colocado, com 4 pontos em três partidas.

RODADA

Empate sem gols em Chapadão do Sul entre Serc e Aquidauanense à parte, a rodada no interior foi bastante movimentada.

Em Rio Brilhante, o Águia Negra passou o trator sobre o Operário de Dourados com ressoantes 6 a 1, no Ninho da Águia. Jhonatan, Salomão (duas vezes), Guilherme (também duas vezes) e Kareca fizeram os gols do time rubro-negro. O Tigre deu o troco com Bala.

No Arthur Marinho, o Corumbaense matou a saudade da torcida com uma goleada por 4 a 1 sobre o Costa Rica. Alexandro, Rafael (duas vezes) e Frankilin marcaram para o Carijó, enquanto Firmino deixou o seu a favor da Cobra do Norte.

Nesta quinta (31), Novo e União/ABC também jogam pela quarta rodada, às 20h10, no Morenão.

CLASSIFICAÇÃO

Equipes

P

J

V

GP

SG

1º Águia Negra

 12

 4

 4

15

 13

2º Aquidauanense

 8

 4

 2

 5

 2

3º Comercial

 7

 4

 2

 4

 2

4º Costa Rica

 6

 4

 2

 4

-2

5º União/ABC

 4

 2

 1

 2

 1

6º Urso

 4

 3

 1

 2

 0

7º Serc

4

4

1

4

-1

8º Corumbaense

3

3

1

5

0

9º Operário

3

2

1

2

-1

10º Novo

0

1

0

0

-1

11º Sete

0

2

0

0

-5

12º Operário de Dourados

0

3

0

4

-8

ABC tropeça, levanta e busca empate com o Comercial; veja a classificação

comercial x uniao abc - jones mario

Lance de ABC x Comercial no Estádio Morenão (Foto: Retranca.blog)

O lateral-esquerdo Gabriel, 20 anos, era o segundo mais novo do União/ABC em campo. Só perdia para o goleiro Breno, de 19.

A inexperiência fez Gabriel dar um afobado carrinho e derrubar o atacante do Comercial, França, dentro da área. Pênalti marcado e convertido pelo camisa nove Léo Mineiro, aos 29 do primeiro tempo.

Dali pra frente Gabriel era só correria. Queria apagar a bobagem que fez.

A bronca no vestiário do ABC foi ouvida de dentro do gramado do Morenão, entre uma trovoada e outra na noite desta quarta-feira (24). “A imprensa tá aí!”, gritou alguém.

Além da imprensa, 234 torcedores acompanharam a peleja no Morenão. A torcida do ABC se concentrou nas cadeiras, enquanto a colorada ficou nas arquibancadas.

Com velocidade, o jovem time do técnico Paulo Mulle empurrava o Comercial para trás após o intervalo.

Faltava finalização. Os reservas do ABC que aqueciam atrás do gol reclamavam que os titulares queriam entrar com bola e tudo na meta defendida pelo experiente Rodolfo.

Rodolfo que fez cera ainda no primeiro tempo. Aguardava a pressão dos atacantes do ABC para só então agarrar a bola que sobrava.

Mesmo no lado oposto do campo, Everton pareceu ouvir seus companheiros. Recebeu na entrada da área e chutou forte sem hesitar. Rodolfo, desta vez, não agarrou. 1 a 1, aos 36 minutos da etapa final.

Deu tempo ainda do volante Danilo acertar a trave do goleiro Breno, em cobrança de falta, e do atacante França ser expulso após levar o segundo cartão amarelo.

Mas o placar permaneceu o mesmo.

O técnico do Comercial, Mário Tilico, mexeu uma vez só – Matheus Gabriel no lugar de Léo Mineiro – e achou justo o empate. “Está tudo dentro do planejamento”, revelou.

O professor do ABC, Paulo Mulle, lamentou o gol tardio e o vacilo de Gabriel ao cometer o pênalti, mas achou que dava para ter saído do Morenão com a vitória. “Infelizmente foi um ponto só. Nós queríamos três”.

ABC e Comercial jogam rodada dupla no estádio universitário, domingo (27), pela próxima rodada. O primeiro encara o Sete de Dourados, às 10h. O segundo duela com o Aquidauanense, às 16h.

RODADA

Ainda nesta quarta, em Rio Brilhante, o Águia Negra passou por cima do Operário, com sonoros 3 a 0 no Estádio Ninho da Águia. Gols de Pedro, Guilherme e Gugu.

No Laertão, o Costa Rica impôs nova derrota ao Sete de Dourados, por 1 a 0. Gol de Miller.

Mais cedo, no Noroeste, Aquidauanense e Urso empataram em 1 a 1. O Azulão fez com Agnaldo, enquanto Filipe anotou o tento do clube de Mundo Novo.

CLASSIFICAÇÃO

Equipes P J V GP SG
1º Águia Negra  6  2  2 7  7
2º Comercial  4  2  1  3  2
3º Aquidauanense  4  2  1  4  1
4º União/ABC  4  2  1  2  1
4º Urso  4  2  1  2  1
6º Serc 3  2  1  3  0
7º Costa Rica 3 2 1 1  0
8º Operário 3 2 1 2 -1
9º Novo 0 1 0 0 -1
10º Corumbaense 0 1 0 0 -2
11º Operário de Dourados 0 2 0 3 -3
12º Sete 0 2 0 0 -5