Que o futebol seja [só hoje] o ópio do povo

O “só hoje” entre colchetes no título do texto já explica que não parto da ideia de que o futebol seja, de fato, o ópio do povo. Sou partidário da noção de que o futebol se insere na sociedade como um fenômeno cultural, multifacetado, e que se faz espaço e pretexto para diversas manifestações de inclinação política, econômica ou mesmo de lazer, daqueles que são seduzidos por esse esporte.

Mas hoje, domingo, dia 17 de março de 2016, eu escolho pelo ópio. O panorama da política institucional e representativa do país me força a pensar assim. Um golpe tramado por réus do Supremo Tribunal Federal se encaminha para manchar mais uma página da pequena biografia da (falta de) democracia brasileira. O placar do impeachment marca 7 a 1 em favor do Contradição Futebol Clube.

A sensação é de que meu time é goleado e, aos 40 minutos da segunda etapa, não enxerga reação. O torcedor não abandona sua representação e prefere se iludir, ainda que na esperança de ver um futebol melhor jogado nestes últimos cinco minutos, um carrinho na lateral do campo para mostrar que os jogadores também estão se sentindo como você – anestesiado, mas presente e inquieto.

aquibancada

(Crédito: Gabriel Uchida)

É com o sentimento de “já era” que eu vou pro estádio hoje torcer pro meu time ganhar. A arquibancada vai me servir de alento. Parece luto, mas é só inércia mesmo. A impotência diante desse clamor público (e, principalmente, privado), ainda que muito equivocado e sem fundamento, me faz canalizar o que sobrou da minha fé nas pessoas nos onze caras que vão vestir as cores da minha equipe na tarde de hoje.

Que o futebol continue a exercer seu papel de agente social de mobilização, como faz a Gaviões da Fiel em São Paulo, que, sob represália e violência policial, não engole à seco o gosto amargo das contradições e desigualdades servidas na merenda. Ou como fizeram Vasco e Internacional ao se posicionarem ao lado dos negros quando o esporte bretão vivia um apartheid, dentro e fora das quatro linhas.

Mas hoje, calejado pela ignorância de boa parte dos seres humanos, fico com o ópio.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s